Categoria: Estudos

Artigos com estudos feitos pelo STARQ

Inquérito Sexismo, assédio e abuso sexual nos locais de ensino/trabalho em Arqueologia

A direcção do STARQ – Sindicato dos Trabalhadores de Arqueologia encontra-se a realizar um alargado inquérito online para avaliar práticas de sexismo e assédio/abuso sexual nos ambientes de trabalho onde estão presentes profissionais (técnicos de Arqueologia, Arqueólogos, Antropólogos, Geólogos, Conservadores-restauradores, etc)  e estudantes na área de Arqueologia e de áreas que impliquem uma interação com Arqueologia durante o programa formativo.Para tal, gostaríamos de apelar à vossa participação através do preenchimento do inquérito desenvolvido para esta investigação até 31 de Maio de 2021. 
O inquérito encontra-se disponível AQUI e pode ser respondido por todos os profissionais e estudantes de Arqueologia, nomeadamente vítimas e testemunhas das condutas acima mencionadas, quem nunca foi submetido a elas de forma alguma, ou mesmo perpetradores.Mais uma vez, gostaríamos de sublinhar que todas as respostas dadas neste inquérito são estritamente confidenciais e serão usadas apenas para fins científicos (por exemplo, análises estatísticas, artigos e comunicações de cariz científico).

Esperamos que colaborem nesta pesquisa, ajudando a tornar a Arqueologia portuguesa mais segura para todos! Ficaríamos muito gratos de receber os vossos feedbacks e, se possível, que divulgassem ainda mais o inquérito.

Em caso de dúvida contactem o STARQ.

Inquérito online com vista a identificar práticas de assédio, agressão, intimidação e bullying na arqueologia europeia

O grupo AGE (Archaeology of Gender in Europe), que integra vários elementos da direcção do STARQ, e o projecto Paye ta Truelle encontram-se a promover um inquérito online com vista a identificar práticas de assédio, agressão, intimidação e bullying na arqueologia europeia.

O inquérito aborda não só comportamentos ofensivos como o assédio sexual e moral, mas também práticas de descriminação racial, religiosa, de orientação sexual ou de idade. Pretende também determinar práticas de intimidação e relações hierárquicas abusivas.

Todas as respostas dadas são estritamente confidenciais e anónimas e serão utilizadas apenas para fins científicos. O questionário levará aproximadamente 15 minutos para ser respondido. O STARQ considera esta uma iniciativa essencial na luta por uma prática arqueológica mais justa e segura para todas e todos. Por isso apela à participação de todas/os associadas/os através do preenchimento e divulgação do inquérito até 28 de Fevereiro.

Este está disponível em inglês http://bit.ly/3qSwi0H e em francês http://bit.ly/2YhATx.

Para mais informações podem consultar:

  1. AGE Community da EAA: Twitter: @age_eaa; http://bit.ly/2Y3PYm7; https://bit.ly/2P5VQGE)
  2. Projecto ‘Paye ta Truelle’ : https://payetatruelle.wixsite.com/projet
  3. 2020 Virtual Annual Meeting of the European Association of Archaeologists (https://www.e-a-a.org/EAA2020virtual)
  4. Trabalhos do STARQ sobre esta temática:

© 2021

Theme by Anders NorenUp ↑