Categoria: Comunicados (Page 1 of 4)

Artigos que irão aparecer na página Informações > Comunicados

Convocatória Assembleia Geral – 26 de Março 2022

A próxima Assembleia Geral, terá lugar no dia 26 de Março de 2022, pelas 15h00, na sua sede, Rua Jardim do Tabaco, n.º 90, 2.º Drt.º, 1100-288 Lisboa.

A  Assembleia-Geral será transmitida na plataforma Zoom, pelo que será enviado link.

Trata-se de uma assembleia importante, onde será apreciado e votado o Relatório e Contas relativo ano de 2021, assim como serão dadas informações de interesse geral.

Na proximidade da data enviaremos a informação necessária.

STARQ_Convocatoria_Assemb_Geral_26Mar_2022


Resposta à reportagem “Arqueólogos: obras em Lisboa fazem dela o melhor lugar para candidatos a Indiana Jones”

Assunto: Resposta à reportagem “Arqueólogos: obras em Lisboa fazem dela o melhor lugar para candidatos a Indiana Jones” publicada em 15/12/2021no jornal on-line A Mensagem de Lisboa

Oficio_38


Participação na acção do Manifesto em Defesa da Cultura

“Cerca de 50 profissionais da Cultura manifestaram-se hoje ao final da tarde junto ao Parlamento com uma reivindicação antiga. Querem um por cento do Orçamento do Estado para a cultura.
Declarações de Rui Galveias, CENA-STE; Regis Barbosa, Sindicato dos Trabalhadores de Arqueologia. “


Substituição de Arqueólogos por câmaras de filmar nas dragagens do Pólis de Aveiro

O silêncio da DGPC sobre o assunto é ensurdecedor. Após denúncias do STARQ à entidade que tutela a Arqueologia, até ao momento, nada se fez, nem uma palavra foi dita. De facto, a substituição de arqueólogos por câmaras de filmar é um ataque aos trabalhadores e à própria prática científica da Arqueologia do interesse do Dono de Obra e da empresa de Arqueologia, TMF. Trata-se de um expediente ilegal, que põe em causa a salvaguarda do Património Arqueológico, a despeito da posição do dono de obra, no caso a Pólis Ria de Aveiro. Segundo a matéria, várias entidades se pronunciaram, menos quem o deveria fazer.


Comunicado sobre a absolvição dos autores do vandalismo no Côa

Comunicado, em conjunto com o Sindicato de Funções Públicas e Sociais que representa os trabalhadores da Fundação Côa Parque, onde se defende que a absolvição dos autores do acto de vandalismo sobre a gravura do Homem de Piscos, no Vale do Côa, não foi um bom sinal para aqueles que lutam pela protecção do Património, sendo importante que esta decisão seja alvo de recurso pela Fundação. Sobre este assunto consultar esta e esta notícias.

STARQ_Comunicado_Absolvicao-Coa


« Older posts

© 2022

Theme by Anders NorenUp ↑